Querida Jane Austen: A Heroína’s Guide to Life and Love

Querida Jane Austen: A Heroína’s Guide to Life and Love

Quando nós Revisto Guia de Namoro de Jane Austen Há um tempo atrás, notamos que ler OS conselhos contidos Nele era Como receber UMA Carta Cheia de bons conselhos Da TIA Jane.Dentro Querida Jane Austen: A Heroína’s Guide to Life and LovePatrice Hannon melhorou e forneceu exatamente isso: UMA série de Letras Na voz de Jane Austen, cheias de senso Comum e admoestações estimulantes, não só EM questões românticas, MAS abrangendo outros aspectos Da Vida EM que as Mulheres modernas podem precisar de conselhos, de forma financeira à Moda familiar,Ilustrando o Conselho com exemplos de seus próprios romances.  Em mãos erradas, tal esforço Pode mudar radicalmente, MAS a Dra. Hannon TEM UMA certa compreensão do Tom e assunto.Um professor universitário que "ensinou OS romances de Jane Austen a centenas de estudantes" de acordo com o SEU Ponto de Vista biológico, a Dra. Hannon conhece o SEU Austen e aplica convenientemente OS romances à situação de cadA candidato para aconselhamento,Reforçando cadA "lição" com um aforismo (“Jane Austen diz: Uma hero ína Precisa de bons amigos tanto Quanto de um herói”).Uma vez que as "heroínas" modernas EM treinamento estão escrevendo as cartas para Jane Austen, ELA TEM a vantagem de UMA visão de 200-anos Da situação.Embora ELA esteja fisicamente colocada EM 1816 Chawton, repensando SEU final original para Persuasão E tentando jogar fora as primeiras partes de SUA doença fatal, Jane oferece comentários obscenos sobre tudo do Brontë"Quem, depois de todo o MEU trabalho para entreter Mulheres com comédias que têm apenas gênio, inteligência e gosto para recomendá-las, devolve centenas de Anos às Pobres criaturas com histórias cheias de circunstâncias improváveis e caracteres não naturais”) Ao Sex and the City.Pode parecer estranho, MAS funciona.Como o Guia Da DataçãoAté Mesmo as Janeites Mais experientes e talvez Menos necessitadas de UMA TIA severa falando-para irão desfrutar Deste livro, POIs ele Pode ser Lido Quase Como um Crito iluminado, BEM Como conselhos sinceros.O autor TEM UMA compreensão impressionante e detalhada DOS romances de Jane Austen e, Na maioria Das vezes, TEM a voz de Jane exatamente: vigorosa e sem-no ção, com a menor vibração de punignância, quando apropriado, apenas para ser captada por aqueles que conversam com SUA história de vida. Querida Jane Austen. é Menos estruturado que o GuiaE, Como resultado, divagações EM alguns lugares, MAS Mesmo as ruínas são interessantes, por is so não há Grande Dano nisso.Vários membros Da família Austen entram e SAEM Ao fundo, e as conversas de Jane com eles também são gravadas, fazendo SEU SOM um pouco Mais Falador e Miss Batesish do que se poderia esperar, embora supomos que essa é a natureza desse Tipo de conversa unilateral.Nós encontramos Querida Jane Austen. Para ser Mais carne do que o esperado de um volume tão pequeno e premissa básica, e nós pensamos que há poucos Janeites que não VAI gostar de passar algumas tardes apanhados Na fantasia.Não temos a certeza se o classificamos Como ficção para a premissa ou não ficção para o Conselho de auto-ajuda de senso Comum e para a discussão DOS livros.Em última análise, não importa;O livro Pode ser apreciado EM Ambos OS níveis. Plume posicionou o livro Como ficção. Papel: 176 páginas Editor: Pluma (26 Jun 2007) ISBN-10: 1615511601 ISBN-13: 978-1615511600
Margaret C.Sullivan é a Edição de AustenBlog. E o autor do Manual de Jane Austen: Um Guia Elegante, porém, Sensível para Seu Mundo.

Deixe um comentário

Todos os comentários são moderados antes de serem publicados